Bairro Seguro expande atuação para mais sete bairros de Curitiba

0

O serviço também será ofertado nos bairros Batel, Água Verde, Alto da XV, Bacacheri, Jardim das Américas, Uberaba e Ahú. A 

Garantir e aumentar a sensação de segurança da população curitibana. Com esse propósito, a ferramenta Bairro Seguro passará até o final deste mês a atender mais sete bairros da capital paranaense. Atualmente, o serviço é oferecido para os moradores do Jardim Social e a partir de agora será ofertado para Batel, Água Verde, Alto da XV, Bacacheri, Jardim das Américas, Uberaba e Ahú.

Os dados confirmam a importância da ampliação do Bairro Seguro. No último levantamento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SESP) que estratificou os índices de furtos e roubos por bairros de Curitiba, o Água Verde, por exemplo, figurou com um dos locais com mais ocorrências em 2016 – foram 2,6 mil casos. Só no primeiro semestre do ano seguinte foi contabilizado 1,3 mil novos casos no mesmo bairro.

Já no Uberaba foram 1,9 mil em 2016 e no primeiro semestre de 2017 o índice de roubos e furtos chegou a 751 casos. “Os números demonstram a necessidade de se expandir a ferramenta. Uma pesquisa nacional divulgada no ano passado, apontou que cerca de 72% da população tem medo por serem abordados e terem a residência invadida por bandidos quando saem e chegam em casa, e que 71% tem medo por terem objetos ou veículos tomados à força”, afirma Emir Pinho, Agente Nacional do Bairro Seguro.

O Bairro Seguro é um aplicativo que oferece serviços preventivos de qualidade aos usuários na intenção de diminuir os riscos, as vulnerabilidades, os índices de violência e aumentar a sensação de segurança e a tranquilidade entre os moradores em seus bairros.

A Intersept, empresa especializada em tecnologia e segurança eletrônica, foi a pioneira em utilizá-los para auxiliar na segurança local, pública e privada e tem expandido o serviço para outras regiões do estado.

Os moradores do Jardim Social, em Curitiba, já tiveram resultados perceptíveis com o uso do aplicativo. Segundo o Conselho de Segurança do bairro, o número de ocorrências registradas teve uma representativa redução desde que os moradores conheceram os apps e passaram a utilizá-los no dia a dia.

Como funciona

O objetivo desse serviço é, sem dúvida, possibilitar maior sensação de segurança aos residentes e comerciantes da área. Os usuários têm acesso às imagens das câmeras, podem solicitar apoio tático, enviar chamados de emergência como “Pânico”, entre outras aplicações que ampliam a segurança do local protegido e podem ser acessadas de qualquer lugar do mundo a qualquer momento.

Além disso, após solicitar o atendimento tático, o morador pode acompanhar o deslocamento das equipes de segurança sabendo o nome do profissional responsável, distância e o tempo exato para o atendimento. A comunidade também pode contar com o mural de informações digital, em que moradores e comerciantes do bairro podem interagir informando ocorrências presenciadas, compartilhando informações como “elementos ou veículo suspeitos”, “portão esquecido aberto”, “pichação”, e até mesmo “cão abandonado”. Esses dados podem seguir com fotos e vídeos anexados.

O aplicativo pode ser acessado pelo link: https://www.intersept.com.br/bairro-seguro.

 

 

Cesar Franco

Colunista da Revista Dimensão.

Leave A Reply